Primeira Oficina de Cultura Digital

dsc00079

O encontro do dia 29/06 foi dedicada à apresentação do que será ministrado na Oficina de Cultura Digital do Ponto de Cultura de São Leopoldo, além de ter sido uma oportunidade para que nos conhecêssemos. Além disso, foi exibido o filme “Inproprietário – O mundo do Software Livre” de Daniel Bianchi e Jota Rodrigo. O filme serviu para que os conhecêssemos um pouco sobre os aspectos técnicos, éticos e políticos do uso do sistema GNU/LINUX. No que diz respeito ao aspecto ético-político, é importante ressaltar as 4 liberdades básicas para que um software seja considerado livre:

  1. A liberdade para executar o programa, para qualquer propósito (liberdade nº 0);

  2. A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades (liberdade nº 1). Acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade;

  3. A liberdade de redistribuir, inclusive vender, cópias de modo que você possa ajudar ao seu próximo (liberdade nº 2);

  4. A liberdade de modificar o programa, e liberar estas modificações, de modo que toda a comunidade se beneficie (liberdade nº 3). Acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade;

Como pode ser visto acima, o diferencial de um software livre em relação a um software proprietário é o acesso ao código-fonte, que nada mais é do que os passos que um programa deve seguir para funcionar, isto é, o código-fonte é a alma de um software ou, quem sabe, o sistema nervoso central do mesmo. Nesse sentido, podemos diferenciar o software livre de software gratuito, ou seja, não é o fato de um software ser gratuito que o torna livre, pois o que é necessário para que um software seja livre são as 4 liberdades acima. Há uma série de programas que são gratuitos, porém, não são livres, por exemplo, o Skype, que pode ser baixado sem custo nenhum, mas não pode ter o seu código-fonte manipulado, portanto, esse software é gratuito mas é um software proprietário, não livre. Assim, não é uma questão de preço, mas de liberdade.

Em um segundo momento conhecemos o sistema Ubuntu 8.10, onde tivemos a oportunidade de utilizar o programa Audacity, que é utilizado para edição de áudio – o ponto principal das oficinas de cultura digital. Entretanto, as oficinas não serão dedicadas apenas a isso, mas à utilização de outras ferramentas virtuais, tais como: blogs e o twitter.

Para a próxima oficina, aprenderemos a utilizar o live cd. Além disso, operacionalizaremos o nosso twitter e gravaremos alguns áudios para nos ouvirmos e darmos boas risadas…

Até a Oficina!

Sites Indicados:

Sobre Software Livre: http://pt.wikipedia.org/wiki/Software_livre

Rede Social de Usuários de Software Livre: http://www.softwarelivre.org

iTEIA (Site de compartilhamento de cultura): http://www.iteia.org.br

Estúdio Livre (Site de compartilhamento de cultura): http://www.estudiolivre.org

Sistema UBUNTU (Sistema Operacional que utilizaremos): http://www.ubuntu-br.org

Baixar o filme “Inproprietário – O mundo do Software Livre”: http://www.mininova.org/tor/2571016

Marcos Goulart

Reblog this post [with Zemanta]
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: